Final de ano consciente: cuidados devem ser intensificados pela população

Final de ano consciente: cuidados devem ser intensificados pela população

O Brasil ultrapassou o número de 193 mil mortes por covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. O número de vítimas registradas diariamente é de aproximadamente 820. Só os Estados Unidos têm mais vítimas que o Brasil – mais de 339 mil.

No Rio Grande do Sul já são 8.680 mortes e, em Carlos Barbosa, até 30/12, somavam-se 62 casos ativos e 19 óbitos. No dia 20,o secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, afirmou que uma variação do novo coronavírus, que se espalha mais rapidamente do que outras cepas, está fora de controle.

O número de mortos no Brasil também é elevado na comparação proporcional. São 910 mortes por milhão de habitantes – segundo cruzamento de dados do Ministério da Saúde com a última estimativa populacional divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A taxa coloca o Brasil na 20ª posição do ranking mundial. Em 31 de outubro, ocupava a 4ª posição. A Bélgica é o país onde a covid-19 mais mata em relação ao número de habitantes. São 1.582 mortes por milhão de habitantes. A média de casos está em 46.679 – número 10,44% maior ao comparado a 14 dias atrás. Para especialistas, quando a variação é maior que 15% significa que a doença está acelerando. A média móvel se mantém acima de 600 desde 3 de dezembro.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa entende que é necessário evitar aglomerações, neste momento, para a preservação de vidas. Também é importante que o Brasil aprove um sistema de vacinação nacional, para que possamos voltar à normalidade o mais breve possível. Até lá, todos devemos redobrar os cuidados.