Palavra do Presidente: Solidariedade também é luta

Palavra do Presidente: Solidariedade também é luta

Por Todson Marcelo Andrade, presidente do Sindicato
dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

O Dia do Trabalhador é uma data para celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. A data foi estabelecida em 1889, em um congresso realizado em Paris que reuniu os principais partidos socialistas e sindicatos de toda Europa.

A homenagem remonta há três anos antes, exatamente ao dia 1 de maio de 1886, quando uma greve foi iniciada na cidade norte-americana de Chicago, com o objetivo de conquistar condições melhores de trabalho, principalmente a redução da jornada de trabalho diária, que passou de 17 para oito horas.

Nessa manifestação houve confronto com policiais, o que resultou em prisões e mortes de trabalhadores. O ato serviria de inspiração para muitas outras que se seguiriam. Essas lutas não foram em vão. Os trabalhadores de todo o mundo conquistaram uma série de direitos e, em alguns países, se tornaram códigos de trabalho sancionados por constituições.

No Brasil a data foi consolidada em 1924. Além disso, a partir do governo de Getúlio Vargas, as principais medidas de benefício ao trabalhador passaram a ser anunciadas nessa data, e em 1 de maio de 1943 foi criada a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Atualmente i-números países adotam o dia 1° de maio como o Dia do Trabalhador.

Os trabalhadores barbosenses e região, além de fazerem parte de uma área desenvolvida e com ótima qualidade de vida, podem se considerar privilegiados pela pujança das empresas locais, nossa qualificação e dedicação. Temos sofridos pouco com o cenário nacional, que infelizmente é de caos e um desemprego astronômico. Neste momento de pandemia, falta um projeto nacional de desenvolvimento, com investimento em tecnologia, indústria e valorização do trabalho.

Precisamos lutar por dias melhores para todos. Hoje, nem Ministério do Trabalho existe. A Reforma Trabalhista e a perversa Reforma da Previdência também passaram. Ou seja, cedo ou tarde todos os trabalhadores irão sofrer consequências graves em suas vidas se projetos como esses continuarem sendo aprovados. Nossos direitos não caíram do céu, como alguns pensam. Muito pelo contrário, para chegar nos dias de hoje eles foram conquistados com muita luta e vidas. Precisamos resistir!

Por fim, quero falar sobre a importante ação em prol do Hospital São Roque que o Sindicato, junto com os apoiadores, está promovendo no mês do trabalhador. Quando adoecemos procuramos o hospital em primeiro lugar. E os profissionais do nosso hospital têm realizado um excelente trabalho, principalmente nessa pandemia.

É muito difícil e esgotante trabalhar na linha de frente contra esse vírus, por isso pensamos que nossa união pode ajudar a melhorar ainda mais a estrutura do hospital, e com um pequeno valor simbólico. Além de alimentar nossa família, estaremos dando a nossa contribuição.

Por Todson Marcelo Andrade, presidente do Sindicato
dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa