Construindo o sindicato de todos nós
Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Notícia

Sindicato assina acordo coletivo com reajuste de 2,55% e cláusulas sociais

Na tarde desta quinta-feira, 14, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa, Todson Andrade, esteve na sede do Simecs, sindicato patronal, em Caxias do Sul, para assinar a convenção coletiva 2018. O acordo é resultante de mais de quatro meses de negociação, processo que chegou ao fim no dia 9 de dezembro, quando a categoria, em assembleia geral na sede do Sindicato, aprovou o reajuste de 2,55% retroativo a agosto — um aumento real de 0,46% —, a manutenção de cláusulas sociais que barram os efeitos da nova lei trabalhista e o reajuste no piso da categoria, que ficou em 8%, um aumento real de quase 6%.

“O acordo assinado é um passo importante especialmente por criar anteparos aos efeitos da nova lei trabalhista, que tantos direitos retirou da classe trabalhadora. Mas, também é importante ressaltar que o reajuste obtido, embora abaixo do que buscávamos, conseguiu repor as perdas que os metalúrgicos e metalúrgicas tiveram no período e figura entre os maiores do estado”, salientou Todson.

Dentre as conquistas obtidas nas cláusulas sociais estão o adicional de horas-extras, quinquênio, auxílio-creche e a jornada de trabalho, entre outras, que não serão mexidos até a próxima negociação, em 2018. Também foi assegurada na negociação deste ano a cláusula que estabelece validade do acordo coletivo por até três meses após a data-base no próximo ano, ou seja, até 11 de novembro de 2018. O objetivo é que, caso a negociação perdure por mais tempo, a categoria mantenha suas conquistas sociais resguardadas até a assinatura da próxima convenção coletiva.

“A união da categoria foi fundamental neste processo. Junto com o Sindicato, a categoria cobrou posição dos empresários e mostrou que seu trabalho é o que move a indústria local e faz nossa cidade e região progredirem”, explicou Todson. A proposta patronal era, inicialmente, de 2,50%, sem retroatividade, e acabou mudando por força desta mobilização.

 

+ Notícias

código captcha